20 de abril de 2017

Lacrymosa, de Juliana Daglio


SINOPSE:  O nome dela não é Valery Green. Também não nasceu no Kansas, e sua família toda não morreu num acidente de carro onde ela foi a única sobrevivente. Nascida num mundo de trevas e segredos apocalípticos, a garota feita de mentiras luta dia após dia para ter uma vida longe de sua verdadeira identidade e de seu dom misterioso, o qual ela julga como uma maldição.  Por cinco anos, ela conseguiu. Escondida na pacata Darkville, tornou-se uma respeitada Detetive, conhecida por sua frieza e eficácia no trabalho. Seu companheiro Axel parece ter orgulho de trabalharem juntos, até ficar frente a frente ao que encontraram na busca daquela noite - um demônio dentro de uma garotinha.  Para ajudar a pequena Anastacia, Valery terá que colocar em risco o trabalho na polícia e seu relacionamento com Axel, recorrendo à ajuda do Padre Henry Chastain, um velho conhecido. Desenterrando um passado cheio de exorcismos, perseguições e batalhas contra demônios, esse reencontro não promete ser feito de abraços e boas-vindas. Chas, como ela o chama,   é conhecido como o maior Exorcista vivo - a Espada de Sal do Vaticano, e é sua única esperança de lutar contra o novo inimigo, mas também representa o ponto fraco de si mesma e o acesso a um passado doloroso que pode despertar seus próprios demônios interiores.   

(A arte da capa e a sinopse são provisórias.)



As primeiras impressões de um livro são nossas primeiras opiniões que teremos de determinada obra. Foram disponibilizados quatro capítulos de Lacrymosa para essas primeiras impressões.

O mal existe, isso não dá pra negar. E, em Lacrymosa a autora Juliana Daglio nos mostra isso na essência. Mostrando que o mal não precisa de um motivo para "entrar na porta", precisa apenas haver um descuido. Não precisa muito para que ele se auto convide quando ela estiver destrancada. Ele apenas gira a maçaneta e entra. Sorrateiramente.


E, uma moça de apenas 16 anos o conhece, melhor que muitos um dia conhecerão - não que isso seja invejável. Por conhecê-lo de perto e saber que ele pode destruir todos que ela ama, acaba sendo obrigada a se mudar. Começar uma nova vida é necessário para protegê-los, e, mesmo tão jovem, ela decide ir. Seu novo nome é Valery Green.


Em sua nova vida, Valery lida com crimes, tiros e investigações. No seu trabalho é uma detetive respeitada que, apesar dos seus segredos, ainda consegue ter uma amizade um tanto íntima com Axel, seu colega de trabalho e casos investigativos.


Então, em um dos seus dias de folga, Axel a encontra na academia e conta que ela foi convocada para uma busca em uma propriedade abandonada, onde, possivelmente, estaria o suspeito que causara um homicídio bárbaro dias atrás, e agora estaria mantendo refém uma garotinha.


E, nessa busca, Valery se depara, depois de muito tempo, com aquele que a perseguiu quando jovem. Depois de sentir sua presença, ela descobre que seu inimigo não era de carne e osso como estavam imaginando. Era além disso, além de força física, além do que Axel poderia imaginar. E ele estava ali naquela casa abandonada, os observando e aguçando todos os seus sentidos e mostrando para Valery que ele estava de volta.


Em apenas quatro capítulos consegui construir perfeitamente o cenário da história e para qual caminho a autora pretende seguir. Sua escrita, apesar de bem detalhada, não é cansativa ou arrastada.


Quando falei no começo da resenha sobre ela explicar os sentimentos na essência me referi a sua capacidade de explicar o sentimento do ser humano, no caso: o medo. Como ela o explica é EXCELENTE.  Se lembrarmos de um momento que sentimos aquele medo horroroso que arrepiou dos pés à cabeça saberá que sentiu exatamente como ela descreve. E esses detalhes são que aprecio em uma obra, como o(a) autor(a) vai nos passar os sentimentos do personagem.


E, com suas explicações, vem aquelas frases que marcam o livro, que você lê e relê mil vezes só para pensar em como ela é boa.


Pode parecer clichê nos olhos dos leitores uma história assim, de uma jovem com um passado sombrio, mas, baseada nesses primeiros capítulos, tenho a leve impressão que a história será fantástica e que surpreenderá muito.



Contatos da Ju: FanPage | Instagram | e-mail





Create a dream.

2 comentários:

  1. Linda!!! Fico imensamente feliz que você tenha sentido minha escrita dessa forma. Saber que gostou de Lacrymosa logo nas primeiras páginas me deixa ainda mais feliz e empolgada para continuar a lutar pelo livro.
    Agora você também faz parte da história da Valery!!
    Obrigada demais por ter participado! <3 <3 <3

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica de leitura, adoro esse tipo de gênero literário.
    A história me chamou muito atenção.
    Parabéns pelo o blog e obrigada pela dica de leitura.

    Beijos :**

    Literatura Por Amor

    ResponderExcluir